Monday, April 24, 2006

O CT Paraíba - D 28, entrando no canal do porto de Santos em 22 de janeiro de 1972

Marinheiro Eu Sou viajando no Contratorpedeiro PARAÍBA
CT PARAÍBA, O CT QUE NÃO É UM CT QUALQUER !

Em http://www.naviosdeguerrabrasileiros.hpg.ig.com.br/P/P027/P027.htm

D a t a s

Batimento de Quilha: 10 de dezembro de 1941 Lançamento: 16 de abril de 1942 Incorporação (USN): 9 de fevereiro de 1943 Baixa (USN): 18 de abril de 1946 Incorporação (MB): 15 de dezembro de 1959 Baixa (MB): 1978

C a r a c t e r í s t i c a s

Deslocamento: 2.050 ton (padrão), 3.050 ton (carregado).Dimensões: 114.8 m de comprimento, 12 m de boca e 5.5 m de calado.Propulsão: 4 caldeiras Babcock & Wilcox de 39.8 kg/cm2 a 454º C; 2 turbinas a vapor G.E., gerando 60.000 shp, acoplados a dois eixos e dois hélices.
Eletricidade: 2 turbo-geradores G.E. de 350 Kw, 1 gerador diesel de emergência G.M. de 100 Kw.
Velocidade: máxima de 35 nós.
Raio de ação: 4.600 milhas náuticas.Armamento: 5 canhões de 5 pol. (127 mm) em cinco torres Mk-30 singelas; 10 canhões Bofors L/60 de 40 mm em dois reparos quádruplos Mk 2 e um duplo Mk 1; 1 lançador quíntuplo Mk 15 de torpedos de 21 polegadas; 2 lançadores de bomba granada A/S (LBG) Mk 10; 1 calha de cargas de profundidade Mk 3 e 2 lançadores triplos Mk 32 de torpedos A/S de 324mm.
Sensores: 1 radar de vigilância aérea tipo SPS-6C; 1 radar de vigilância de superfície SPS-10; 1 radar de direção de tiro Mk-25 mod.3, acoplado ao sistema de direção de tiro Mk-37 e 1 sonar de casco SQS-29.
Código Internacional de Chamada: ?
Tripulação: 310 homens, sendo 17 oficiais, 10 suboficiais, 56 sargentos 57 cabos e 170 marinheiros.
Obs: Características da época da incorporação na MB.

H i s t ó r i c o

O Contratorpedeiro Paraíba - D 28, ex-
USS Bennett - DD 473, foi o quarto navio a ostentar esse nome(2) na Marinha do Brasil em homenagem ao Estado da Paraíba. O Paraíba foi construído pelo estaleiro Boston Navy Yard, em Boston, Massachussetts. Foi transferido por empréstimo inicial de cinco em Bremerton, Washington, e incorporado em 15 de dezembro de 1959. Naquela ocasião, assumiu o comando o Capitão-de-Fragata Nelson Fernandes.

1961

Em 31 de janeiro, chegou a Recife proveniente do Rio de Janeiro, com ordens de prestar apoio caso fosse necessário, ao Comando do 3º Distrito Naval (Com3ºDN), no caso do navio de passageiros português Santa Maria que foi seqüestrado no Caribe por oposicionistas portugueses e demandava o litoral nordestino.

1971

Integrou o Grupo-Tarefa brasileiro comandado pelo CA Carlos Auto de Andrade, que participou da Operação UNITAS XII. Além do Paraíba integravam o GT o NAeL Minas Gerais - A 11 (capitânia), os CT Pará - D 27, CT Paraná - D 29, CT Santa Catarina - D 32, CT Amazonas - D 12 e CT Araguaia - D 14 e os S Rio Grande do Sul - S 11 e S Bahia - S 12. Também participaram desse exercício pela Armada Argentina os CT ARA Almirante Brown - D 20, CT ARA Spora - D 21 e ARA Rosales - D 22, NT ARA Punta Medanos - B 18 e o RAM Diaguita, pela Armada Uruguaia os Contratorpedeiros de Escolta ROU Uruguai - DE 1 e ROU Artigas - DE 2, e pela Marinha dos EUA os Contratorpedeiros USS MacDonough - DDG 39, USS Bordelon - DD 881, F USS Edward McDonnell - FF 1043 e o Submarino
USS Trumpetfish - SS 425.

0 Comments:

Post a Comment

<< Home